sábado, julho 31, 2010

Champs-Elysée, 1987



*

De momentos, se faz a vida que passa

e tão de repente, o fogo se extingue

com ele vai-se a chama que nos enlaça

ficando somente o ar que nos distingue

.

E esse toque mágico que um dia nos uniu

fundiu nossos corpos numa breve dança

para que se esfumasse no tempo, partiu

deixando de prenda singela lembrança

.

Mas agora e quando e ainda mais viva

desse teu coração ouvir um sentir carente

ao dares no tempo a breve despedida

.

Pronto irei colocar em mim uma corrente,

fazer-me prisioneiro da chama que se aviva

e ilumina a minha alma do corpo perdida.

.

Cito



sexta-feira, julho 30, 2010

Silêncios

Não colocarei fotos, chorarei em estereofónico, escreverei versos, colocarei vídeos, prosarei sobre virtudes que se pesam na mesma balança dos defeitos, ou farei rasgados elogios a quem já não mos pode agradecer

Na morte, o Silêncio é a maior homenagem que se pode prestar ao defunto.

Tal como eu que também um dia pisarei os palcos "que serão só meus", ofereço a riqueza do meu silêncio a
António Feio.


Tanto mar por detrás

LÁGRIMAS

DE

MAR

.

Oh! Mar tão largo quanto do teu alvo manto

São as gotas do meu pranto

Quantas lágrimas dos meus olhos correram

E as tuas ondas engrossaram

Quantas, quantas, as vezes foram que viste

Incertezas e este olhar triste;

Quantas foram que perante a tua imensidão

Sentiste a minha desilusão;

E quantas vezes lânguido em ti prostrado

Me viste só e abandonado;

E quanto do teu sal à vida para dar tempero

Pedi para mim e meu desespero.

Mas tu! Ficaste com as tuas ondas a brincar

E eu, sem ninguém para amar.

.

Cito

quinta-feira, julho 29, 2010

O MILAGRE

.

(a Albertina)

.

Respondeu erguendo o olhar
“Rosas! são rosas meu senhor
Sem espinhos, são de sonhar
E colhidas com muito o amor”.

.

E ao estender aberta a mão
Por baixo dum cesto delicado
Deixou que se visse o coração
Nas palmas da mão pintado.

.

Milagre! o homem sussurrou
E ao ver tão grande amor
Com todas as rosas ali ficou
Ajoelhado aos pés do Senhor

.

Cito

terça-feira, julho 27, 2010

Fogo na palhota


“Fogo na palhota”

.

E do seu corpo já nu, sobressaindo trémulo o fogo da paixão

Com seios disparando mensagens, em convites à excitação

Vi os olhos querendo vender amor a preço duma cambalhota

Que acabei por comprar, quando peguei fogo à sua polhota.

.

E loucos, feridos, arranhões, sulcos de seiva, e descontrolado

Entre o esperma de um prazer com saliva, e o suor misturado

Batemos todos os bares, tascas, casas de miséria e perdição

Num canto desafinado pelos versos que tinham um só refrão.

.

E o membro erecto que mesmo sendo virgem ela não rejeitou

Cumpriu a sua função gladiadora, desafiando na escura gruta

Medos que nos aprisionam ao amarmos a quem nos recebeu.

.

E sem contar tempo, perdido em cada coito que me concedeu

Apertei seu corpo fugidio, banhado de suor ganho em tesa luta

E desejei navegar dentro dela, para resgatar o que me roubou

Cito







segunda-feira, julho 26, 2010

Pedaços da minh’alma

Grávida de um poema

É para ela, especialmente para ela.

Quero escrever um poema que engravide uma mulher

Penetrá-la fundo em cada palavra até ao seu fértil colo

Semear ditongos, pontos e vírgulas que fecundem vida

Para que provindo do prenho ventre, nasça um soneto.

.

E que esse fruto nascido passeie por um lugar qualquer

Levando-te mensagens deste mendigo cantando a solo

Alvoradas de bem-aventurança, por te sentires perdida

Entre estrofes dos versos que não te digo, nem prometo.

.

Mais tarde quando ele caminhar nos gritos da meninice

Embelezando o teu florido jardim com sabor a alfazema

Por te sentires mãe em cada lânguido olhar que te dirija

.

Estremecerás de amor nas rimas ousadas que te disse

Feitas no tempo da gestação quando escrevi este tema

Escolhendo-te a mulher que quero, que por ele se aflija

.

Cito


.

domingo, julho 25, 2010

a Freira




. Prazer de freira”

.

Soltou a cadela na praia, aliviando-lhe a tensa coleira

Despediu-se da vergonha e da larga batina de freira.

Ao mostrar um corpo cravejado com curvas sinuosas

Levando inocente desejo às mentes sujas e maldosas

.

E o único ornamento, pendurara ouro crucifixo ao peito

Qual grilheta luzidia como cruz, sinal de mero respeito

Ao desviar serena o olhar pelos corpos pecaminosos

Que fizeram por momentos imaginar sabores gostosos.

.

E numa corrida fugaz, vindo à lembrança, do tempo ido

Entrou numa caravela ancorada nos areais de paixões

Revivendo seus amores, e o sexo nunca antes contido

.

Mas ao tomar o hábito, e Cristo como seu único marido

Entregando-se às rezas e à leitura de bíblicos sermões

Sarou réstias de chagas limpando de vez o corpo ferido.


terça-feira, julho 13, 2010

INFORMAÇÃO



***

POR RAZÕES DIVERSAS NÃO SERÃO COLOCADOS POST ATÉ AO DIA
25

Obrigado pela atenção dispensada

domingo, julho 11, 2010

sábado, julho 10, 2010

FINAL da COPA do MUNDO 2010

JURO QUE SOU IMPARCIAL

.

x

.

Tanto se me dá que ganhe a ESPANHA como perca a HOLANDA


.

sexta-feira, julho 09, 2010

C'um caraças...

Não fui eu...

mas quem escreveu isto é um génio

.
ANTES DA POSSE

O nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais.
para alcançar os nossos ideais
Mostraremos que é uma grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo da nossa acção.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
as nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos propósitos mesmo que
os recursos económicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política.·


DEPOIS DA POSSE; basta ler o mesmo texto DE BAIXO PARA CIMA, linha a linha


quinta-feira, julho 08, 2010

Pura sorte!

.

São de facto dados elucidativos que se referem ao número de atletas classificados nas tabelas mundiais e que deviam merecer uma reflexão por parte da Secretaria de Estado do Desporto já que os Dirigentes Federativos do Ténis são alheios a estas coisas de qualidade desportiva, importando-lhes somente a vaidade de valor discutível.

Podíamos no entanto ser do melhor na organização de eventos, mas nem isso, e nem serve de bálsamo para o estado degradante a que a modalidade chegou, onde se percebe um certo regozijar com o que se tem, vivendo-se feliz, já que no final os atletas acabam por desistir aliviando as costas aos incapazes.

O que importa é o IDP continuar a subsidiar as golpadas que ficam impunes nas barbas da justiça; dirão uns que é coisa de pouca monta – de acordo, mas é infinitamente superior ao que a modalidade merece neste momento.

.

O porquê de tudo isto? Simplesmente porque a vizinha Espanha, (a tal que em tempos nos quis ajudar mas a FPT declinou a oferta), tem APENAS e SÓ, 16 atletas entre os primeiros 100 ATP/WTA.

.

Clasificación ATP:

Clasificación WTA

.1. Rafael Nadal
10. Fernando Verdasco
***

12. David Ferrer

20. Nicolás Almagro

21. Juan Carlos Ferrero

25. Feliciano López

30. Albert Montañés

36. Tommy Robredo

39. Guillermo García-Lopez

81. Pere Riba

86. Marcel Granollers

93. Daniel Gimeno-Traver

 
22. María José Martínez
46. Anabel Medina 

51. Carla Suárez
52.
Arantxa Parra

.

Brevemente Portugal disputará a Davis Cup, e não perco a oportunidade de desejar aos jogadores momentos de glória, aproveitando o “post” para também desejar boa sorte à Espanha para a final do Mundial de Futebol

quarta-feira, julho 07, 2010

Touradas...

Texto publicado na Facebook

Este País está de pantanas...

Casualmente dei uma repassada pela canção do Fernando Tordo no festival da Canção em 1973, e tirei quaisquer dúvidas sobre o facto de, já nesse tempo, haver democracia, podendo-se até cantar perante a TV uma Torada com cornos à mistura.

Claro que este tema estava 37 anos avançado na época – percebe-se hoje ser mais verdadeira a simbologia temática da letra, sobretudo quando se diz que vamos pegar o Mundo pelos Cornos da Desgraça, e que entram Aldrabões aos Montões, Empresários Moralistas, e Banqueiros da treta que têm lucro aos milhões – e diz o Inteligente, e com razão, que de facto se acabaram as canções.

Onde estão os cantadeiros da liberdade desse tempo? Meteram os estribilhos na bunda e calaram perante a democracia que apregoavam! Agora já não há baladeiros que contestem a notícia? Claro que não importa ter um Povo faminto, desde que tenhamos democracia miserabilista!!!

.

Claro que toda esta introdução serve para ilustrar a pouca vergonha que grassa no Portugal moderno, porque, aquando da notícia sobre a saída do senhor Armando Vara do “seu banco”, fiz uns comentários gozados dizendo que, ao continuar a auferir o vencimento evitava que aumentasse a despesa da Segurança Social no que respeita ao fundo de desemprego.

.

Na verdade não achei piada nenhuma à notícia, começando ora por dizer ao senhor Sócrates que amizade tem limite hora e dedução e é hora de se afastar de quem não presta e começar a passear de braço dado com quem o elegeu.

.

Inaceitável é o argumento invocado pelo banco, segundo me constou, justificando a continuidade do “pagamento do vencimento” para evitar que ele, Vara, vá para a concorrência, como se, quem eventualmente andar metido em negociatas escuras ou tráfego de influências tenha pudor que impeça traições a favor de quem mais oferece – assim, se o senhor Vara está incólume não havia razão para apresentar a demissão prejudicando a entidade que tão irrepreensivelmente servira.

.

Ora acontece que com esta decisão de pagamento de vencimentos a quem já não trabalha para a entidade patronal, tornam inadmissível, incompreensível, e um insulto à inteligência dos portugueses – é a derrocada do princípio do respeito pela pátria portuguesa composta por homens de todas as cores credos e ideologias políticas – ou será que quem o vai substituir o fará gratuitamente! Pois se assim não for o Banco pagará dois “ordenados” para o mesmo cargo!

.

Não consigo compreender a atitude passiva dos partidos responsáveis pela governação e pela lei, incluindo a oposição, num momento em que se pede esforços a todos, se tenta mandar para a miséria milhares de cidadãos, baixar o subsídio de desemprego, condicionar o rendimento social de inserção, se aumenta o IVA e se “amanda” com uma golden share (penso ser assim que se escreve) para salvar a PT das mãos estrangeiras, aceitar por parte de identidades que em momentos de crise recorrem aos bons préstimos do Estado, decisões como as que fizeram correr tinta.

.

Evidente que não quero que o senhor Vara fique desempregado, pois já chega os que estão nessa situação, mas quem se despede ficar a receber o vencimento é no mínimo uma decisão de crápulas. Só falta direito a férias (estando desempregado) e subsídio de produção!!!

.

Tourada não era com certeza no tempo de Marcelo!

Tourada é o espectáculo que agora se assiste através dos políticos e nem preciso é, um Redondel...

 
Web Analytics