quinta-feira, agosto 31, 2017

Silêncio e tanta gente

Levanto-me com vontade de dar um mergulho, agarrar com as mãos fumo dum quipuco, gritar do ponto mais alto da Serra da Leba e num acto "mágico de magia" sem precedentes fazer do Bengo afluente do Mondego.
Mesmo sem ti, coloco os headphones, suspendo o barulho imaginado escutar risos de Simão Buco.
Fecho o caderno, pago a despesa evitando uma queda, dizendo merda; sabia que não me caiam ao chão os parentes mas provocaria risota, passava por patego...
E desandei silencioso. Nada me ligava aquela gente e isso era mais que ponto assente; assobiando fui caminhando contente por estar vivo presente e consciente.



.


Cito Loio
Memorias do Inácio


A ave piou.


Dr. Cavaco Silva

O senhor teve o descaramento de utilizar a frase (!) PERDER O PIO  (?) referindo-se a pessoas.

Sei que não deve ser detentor de cultura semântica, mas Piar é o som emitido pelas Aves.

quarta-feira, agosto 30, 2017

terça-feira, agosto 29, 2017

NUNCA LHE FALTE



NUNCA LHE  FALTE


Eleito por votação novo presidente
respirou de alívio o Zé povinho
convencido que dali para a frente
nem ao pobre faltaria pão e vinho   
.
Porém o tempo, bom conselheiro
enviou dicas aos mais distraídos
a que poupassem bom dinheirinho
q'inverno quente só prós precavidos
.
Todavia o povo humildemente servil
achou atendida 'sua gasta prece
ao ganhar abraços cheios de afectos
.
Mas do ditado "Abril Águas Mil"
nem sempre o tal chuvisco acontece
e acaba 'pessoal a morar em guetos...
.
Sabendo q' a muitos money não falta
 e até andam abraçados à malta.

.
Cito Loio

Sem palavras


Cierro los ojos y me transporto a otra época, a otro lugar y me lamento de haber nacido en esta generación en la que no calzo. Donde ya la cultura no existe, ni el verdadero arte, donde los jóvenes se avergüenzan de sus antepasados, donde ya no existen los valores, ni el amor romántico.... cuánto anhelo hay en mi alma....


domingo, agosto 27, 2017

PELA TERCEIRA VEZ

PELA TERCEIRA VEZ




Fiz-me nascido cavalheiro a meu jeito, mas desembestado evitei querelas, e ao rebolar seguro por corpos sedutores escutei vãs palavras ditas sem sentido rangendo os dentes com poucas cautelas. Um dia porém, vinda a noite traiçoeira, vestiu-me o luto pela segunda vez, e banido o desespero afagada a revolta coloquei em lápide o sobrado da fé que o silêncio aludiu a um novo destino pois o original para mim já se findara numa terra sem ‘nome posto em tabuleta. Tarde, sentado no banco da velha praceta confessei a um cão que por ali passara de futuro aprender a cantar outro hino, e que voltaria a caminhar pelo próprio pé instruído do fenecimento não haver volta. Por identificação afinal era português!.

Nas costas alguém disse, não foi a primeira, a mãe de Jesus tomando o lugar delas, que me levou a vestir roupas sem sentido recebendo ordenações de impostores que se serviam de homens sem mazelas, e nunca ousaram às balas dar o peito. E fui tentando perceber diferentes ganidos. Mas também deles dei sumiço no dicionário, pois na minha língua falava-se com rigor que a mentira já fora banida pelo desprezo.

Vinda certa madrugada paguei alto preço. Por avenidas não só sofria com o calor mesmo acelerando o motor no “eixo-viário” e revoltado ao ver os meus, por outros banidos, concluí ser o Hino um fado metropolitano os outros "dois efes" perigo para a liberdade, novos barões usarem longas cabeleiras.

Culpando-me na ponta da ilha das asneiras, sustento da minha ingénua lealdade, duvidei se me deixariam um dia ser angolano.

Quis a desventura, no ano de setenta e seis poder assinar por opção ser português!

Longe “enterravam-me” mais uma vez num luto que não era só meu, não duvideis...


Memórias do Inácio 
Cito Loio
28-29/4/2017

sábado, agosto 26, 2017

sexta-feira, agosto 25, 2017

PRENDA ELEITORAL

Foto de Adolfo Inácio Castelbranco d'Oliveira.

PRENDA ELEITORAL

(Introdução)
.
Não o conheço, obstante termos nascido na mesma terra, eu mais velho um ano, e há décadas que coloquei de parte os sonhos que me guiaram durante 24 anos até ao dia que me disseram vai para a tua terra branco da tuge. E vim para um lugar que não era meu, com um BI tirado na então província de Angola, sem ódios ou inveja aos que por lá quiseram ou tiveram de ficar apenas lamentando, anos mais tarde, vir a saber que o meu pai fora preso, sem culpa provada, e ele sim, retornado à terra que o vira nascer, e se a memória não me atraiçoa, em 1982. Por lá deixou mulher pais e sogros enterrados, e eu enterrei o sonho de ver a minha terra pintada com as cores do progresso da fraternidade igualdade e liberdade. 
Ora o MPLA vence eleições com 61,70 %, razão para dirigir pela primeira vez desde o longínquo ano de 75 um apelo especialmente ao agora futuro novo presidente. 
- Faça-se por essa terra e por esse povo o que até agora ficou por fazer, e se puder ser útil, ouça este conselho senhor futuro presidente: 
(Angola para ser um grande país, onde analfabetismo doença e pobreza sejam rótulos do passado, precisa de 50 milhões de Angolanos. Todavia vejam se não se enganam na nacionalidade, rematando esta pequena missiva dizendo, senhor João Manuel Gonçalves Lourenço, que nada quero em troca do que pode parecer bajulação aproveito no entanto a oportunidade para lhe oferecer o que melhor sei fazer.)

.

Nunca pintei quadros c' pincéis da desgraça
esculpi estatuetas de ilusória felicidade
desenhos elaborados com falsas promessas
montei telhados c' fendas na cobertura
porque só se vive entre o nascer e a morte 
e rápido definha-se o corpo no tempo.
- Acordado um dia pela vilaneza da mentira
reparei na falência duma airosa revolução
(coroação simbólica da atroz cobardia)
condecorando-se com desfaçatez muitos patifes
com reformas que eles gostariam de abolir;
_ e experimentei cortada a luz a amargura,
agoniante travo de pratos recheados de fome 
vestindo sob a luz do dia "roupa amiga".

Reconciliando a velhice com a má sorte
elaborei estes versos condenado o rancor
para desejar aos mais ilustres criminosos
jamais lhes possa vir a ser a terra leve.

Isento de pagar contribuições e impostos,
seja este poema sentida forma de aplauso
a já assente e inequívoca vitoria eleitoral.

Cito Loio
25/08/2017
Em memoria dos meus antepassados.

EM SOLITÁRIO

EM SOLITÁRIO


Quando choro faço-o a sós e em solitário
impedindo que se constate ou me vejam
carregadas dores de um estranho pranto;
_ sem palhetas tomado súbito d’encanto
dedilhando profundas rugas que m'aleijam
busco remédio no fundo do meu armário.

Ao chorar vou até ao fim doutro mundo
comparar os voos de um derradeiro amor,
já vivido itinerário – Longe ficou ‘liberdade,
que viver só é como morar com ‘saudade,
rezar sem fé a um qualquer Nosso Senhor
salmos, em puro estilo do Quimbundo.

Vendo-me aqui, até as estrelas soluçam
solidárias com a contrição de meu espírito,
mesmo se fingindo choros de exultação.

E sem falseamentos que 'marcas abundam,
curo penas com solfejos sem canto lírico
por ultimado os acordes desta nova canção.


Cito Loio
(Poemas sem data nem valor)
25/7/2016, terminado a01/08/2016


quinta-feira, agosto 24, 2017

Compreensível,,,


Karolina Pliskova 
Número 1 do top mundial


Ao contrario do que acontece no quadro masculino 

Top 5 WTA

constituído por atletas abaixo dos 30 anos

A media cifra-se nos 24,4

Top 10 média é de  29,4


quarta-feira, agosto 23, 2017

terça-feira, agosto 22, 2017

segunda-feira, agosto 21, 2017

Que dizer!


  Ranking ATP despertou-me curiosidade. Rafa volta a número


Dei uma volta e fiquei curioso analisando os 10 primeiros jogadores 

1 Rafael Nadal                 03/06/1986          31 anos
2 Andy Murray              15/05/1987           30
3 Roger Federer              08/08/1981           36
4 Stan Wawrinka       28/03/1985           31
5 Novak Djokovic       22/05/1987           30
6 Alexander Zverev        20/04/1997           20
7 Marin Cilic      08/09/1988           29
8 Dominic Thiem      03/09/1993      24
9 Grigor Dimitrov     16/05/1991            24
10 Kei Nishikori     29/12/1989            27


Média do Top  5      31,6  anos

Média do Top 10     28,2  anos



Que dizer?  Parabéns 
Alexander Zverev  


domingo, agosto 20, 2017

DIETA INFALÍVEL

Súbito vi-me impelido a pensar, ser meu dever e antes de morrer, partilhar a única dieta infalível até  hoje concebida.

***
Cascas de Camarão 
Garrafas de vinho vazias...
...e de sobremesa aconselha-se...
...10 minutos de contemplação aos Panfletos Publicitários dos Gelados Olá 

***

Uma sugestão do Jornal O SACANÓIDE 

E sei que podia

Podia...
sabendo fácil ser vender amor
deixar que me mudassem a cor
tatuarem com notas a dignidade
alterando a própria identidade.
Podia...
Evidente que tudo isto podia
não  fora certa e insensata mania 


sábado, agosto 19, 2017

sexta-feira, agosto 18, 2017

Sempre juntos

QUANTA VERDADE NESTES SIMPLES VERSOS 




quinta-feira, agosto 17, 2017

NOITE, FIEL COMPANHEIRA

TALVEZ ...
A MAIOR INTERPRETAÇÃO DE QUE TENHO MEMÓRIA 


Ténis não combinava com Mêlée

E já la vão o 48 anos


Numa bela tarde treinando na praia aleijei-me quando ao receber a bola coloquei o pé numa poça e aquela embateu no dedo polegar 

Nessa semana como fiquei impedido de jogar Ténis fiquei chateado, e decidi nunca mais participar numa Mêlée






quarta-feira, agosto 16, 2017

O REI...

Elvis Aaron Presley

(Tupelo, 8 de Janeiro de 1935 — Memphis, 16 de Agosto de 1977)

Faleceu há 40 anos

mas continua vivo 







terça-feira, agosto 15, 2017

...daqui sentado


ÁTRIO DE ACESSO AO MEU QUINTAL

Aqui sentado recordo o que tive; cartas que afinal não enviei redigidas entre soluços que sustive dum pranto que nunca derramei. Intentado um Pai Nosso ajoelhado roguei dar-te o que não te dei e mesmo saber-me há muito condenado concedesse o que sempre te desejei. Rejeitada 'oração, falta de ser perfeito, agradeci-Lhe não te faltar a saúde e sobrar-me de resto sem defeito, como prémio, modesto ataúde.

(Sem data nem valor)



segunda-feira, agosto 14, 2017

Expulsava-a de casa

Vi as imagens, vi e revi e pasmei...!

Afinal foi só um ligeiro empurrão e pelas costas...


Se fosse a "esposa" a fazer isto expulsava-a de casa?



Jornal  O SACANÓIDE 

domingo, agosto 13, 2017

O Fogo da Lua



LIGA DOS BOMBEIROS

Onda terrorista organizada na origem dos fogos em Portugal






Claro e mais que evidente entre a 1/2 noite e as 9 da manhã o calor emanado pelos raios da Lua faz arder muita coisa..

Jornal O SACANÓIDE

 
Web Analytics